Portal Oficial de Visconde do Rio Branco - MG

Mês de Esperança. Feliz Natal!

Petrobrás avisa que não dará conta de atender demanda por combustível em novembro

Agência Nacional de Petróleo descartou risco de desabastecimento, e combustíveis podem ser importados
Fonte: Folha da Mata
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
gaso30-04-2021_12-21
Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

 

A Petrobrás anunciou que houve um aumento “atípico” pela demanda por combustíveis para o mês de novembro. Os pedidos extras solicitados para o mês que vem vieram 20% acima da sua capacidade de suprimento no caso do diesel e 10% acima em relação à gasolina.

A estatal, entretanto, não justificou os motivos para o aumento repentino da demanda, mesmo com o alto preço dos combustíveis nas bombas. Na prática, o que está acontecendo é que a Petrobras está deixando para as distribuidoras o compromisso de importação, antes assumido por ela.

Uma parcela da demanda interna sempre foi coberta com produtos trazidos de outros países. Com o petróleo e os seus derivados em alta, esse custo estava sendo absorvido pela estatal. Ao deixar a importação para as distribuidoras, a Petrobras se desfaz desse custo, ou seja, deixa de gastar dinheiro com essas etapas.

“Atualmente, há dezenas de empresas cadastradas na ANP aptas para importação de combustíveis. Portanto, essa demanda adicional pode ser absorvida pelos demais agentes do mercado brasileiro”, disse a Petrobras, em nota.

 

DESABASTECIMENTO E ALTA NOS PREÇOS

 

Com a maior abertura para combustível vindo de fora do país e a institucionalização do mercado livre do produto no país, o consumidor poderá sentir mudanças nos preços.

“A consequência desse suprimento, entretanto, será o efeito nos preços dos combustíveis, uma vez que, segundo os importadores, os produtos no exterior estão em torno de 17% acima dos produtos locais”, afirmou a Associação das Distribuidoras de Combustíveis (Brasilcom).

A Agência Nacional do Petróleo afastou risco de desabastecimento. “Não há indicação de desabastecimento no mercado nacional de combustíveis, nesse momento. A ANP segue realizando o monitoramento da cadeia de abastecimento e adotará, caso necessário, as providências cabíveis para mitigar desvios e reduzir riscos”, afirmou o órgão regulador.

 

 

 

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolução indica INSS fixar teto de juros para empréstimo consignado

Resolução indica INSS fixar teto de juros para empréstimo consignado

  O Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (8), a Resolução nº 1.345, de 6 de dezembro…
INSS divulga calendário de pagamentos para 2022

INSS divulga calendário de pagamentos para 2022

  Os mais de 36 milhões de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)…
Veja o valor da aposentadoria do INSS com o fator previdenciário

Veja o valor da aposentadoria do INSS com o fator previdenciário

    Os trabalhadores que vão pedir a aposentadoria do INSS (Instituto Nacional do Seguro…
FECHAR MENU

Estamos começando a criar o maior Portal de Informações da Cidade! Acesse sempre…

Cadastrar Rádio

Preencha o formulário para cadastrar sua Rádio em nosso Portal.